Carregando...

JOSEPH PILATES E O MÉTODO PILATES

Joseph Pilates, criador do Método Pilates, nasceu em uma pequena cidade da Alemanha. Há divergências quanto ao ano exato de seu nascimento, entretanto, sabe-se que tenha sido entre 1880 e 1883. Sua infância foi marcada por doenças crônicas como asma, raquitismo e febre reumática e por conta disso Joseph sempre buscou melhorar a sua condição física por meio de exercícios e de hábitos saudáveis.

Apesar de sua frágil saúde, aos 14 anos Joseph Pilates já apresentava uma musculatura bem definida, o que o levou a ser convidado a posar para atlas de anatomia. Em sua idade adulta, mais precisamente em 1912, Joseph mudou-se para a Inglaterra onde trabalhou como boxeador profissional. Na mesma época, foi convidado a ensinar autodefesa aos detetives da Scotland Yard (Serviço Metropolitano de Polícia).

Contudo, apenas dois anos após de se mudar para o Reino Unido, dá-se início à Primeira Guerra Mundial, e por ter nacionalidade alemã, foi preso e mandado para um campo de concentração na Ilha de Man, onde começou a desenvolver o Método Pilates.

Mesmo com as condições precárias do local, durante seu tempo como prisioneiro, Joseph ensinava uma série de exercícios físicos e de respiração para os seus companheiros de exílio, incentivando-os a manutenção da saúde física e mental. Durante a última parte da guerra, ele serviu como um auxiliar em um hospital na Ilha de Man, onde trabalhou com os pacientes incapazes de caminhar. Joseph buscou estimular a reabilitação de mutilados e de pacientes acamados por meio da adaptação de algumas das suas atividades. Ele retirava as molas dos colchões e as utilizava para fazer aparelhos de exercícios nas camas.


Também neste período, quando a pandemia do vírus influenza fez inúmeras vítimas pelo mundo e, principalmente nos campos de concentração da Europa, os adeptos do método criado por Joseph Pilates passaram ilesos. Dentro deste contexto, surgiu o reconhecimento de seu trabalho, que foi chamado inicialmente de “Contrology”. Com o fim da guerra, Joseph deu continuidade ao seu trabalho aperfeiçoando seu método.



Trabalhou por um período com membros do mundo da dança até que em 1926, Joseph Pilates emigrou para os Estados Unidos. Durante a viagem de navio, ele conheceu a enfermeira Anna Clara Zuener, que viria a ser a sua esposa. Juntos, eles criaram um stúdio de condicionamento do corpo em Nova York. O local era frequentado por grandes bailarinos e atores, o que ajudou a popularizar a prática das atividades idealizadas por Joseph Pilates e sua esposa.



Vale observar que já nesta época, Pilates já observava que a vida urbana agitada era grande responsável pelo desequilíbrio do corpo e da mente, e que futuramente iríamos sofrer as consequências desta escolha.

O fato de seu Studio estar localizado em um bairro repleto de Studios de dança, sendo também extremamente perto da Broadway, fez com que Pilates começasse a atender dançarinos e artistas gerando grande notoriedade para o seu Método. Mas sua técnica só ganhou popularização nos anos 40, onde a maioria dos alunos que buscavam seu método era praticante de esporte que geralmente apresentavam algum problema postural ou de lesões.

Em sua carreira, Joseph Pilates publicou dois livros: “Sua Saúde”, publicado em 1934, onde ele descreve os resultados de décadas de estudo científico, experimentação e pesquisa sobre a série de problemas e males que perturbam o equilíbrio do corpo e da mente e “Retorno à Vida Através da Contrologia”, publicado em 1945, onde detalha os exercícios, poses e instruções fundamentais para o trabalho de solo desenvolvido por ele. Com base em seus conceitos de um corpo e mente equilibrados, mostra os exercícios que sustentam uma revolução mundial em estratégias de fitness e técnicas de exercícios.

Por meio destes escritos e seus alunos, o seu método foi repercutido após a sua morte. Foi só após a sua morte que se tornou conhecido como Pilates ou o método de Pilates. Joseph e Anna passavam os seus conhecimentos para alunos interessados na técnica. Eles ensinaram e supervisionaram seus alunos até a década de 60 quando Pilates veio a falecer aos 83 anos em 1967. Com a morte de Joseph Pilates, sua esposa deu continuidade ao trabalho de difusão da técnica e, em pouco tempo, muitos alunos seguiram os passos do criador do Pilates, montando seus próprios stúdios.

Posteriormente, a antiga aluna Romana Kryzanowska assumiu o local. Outros alunos, como o dançarino Ron Fletcher, abriram os seus próprios estúdios, levando o pilates a diversos locais do mundo. No Brasil, Alice Becker Denovaro foi à primeira brasileira a se certificar para instrução da Técnica de Pilates e foi a principal difusora do método a partir de 1991.



Conheça alguns dos benefícios do Método Pilates:

• aumenta a flexibilidade;

• melhora a resistência física;

• promove o relaxamento e o bem-estar

• otimiza a concentração e a coordenação motora;

• ajuda a corrigir a postura e a respiração;

• fortalece a musculatura;

• aumenta a consciência corporal.



Por fim, podemos dizer que o Método Pilates é um programa de condicionamento físico e mental no qual o praticante, com ou sem auxílio de aparelhos, exercita força, flexibilidade e resistência. É um método que estimula o corpo de forma global durante cada exercício praticado.